Karoline Becker - Quem é a citada como garota de programa em postagens de Hackers

Karoline Becker
Quem é uma das citadas nas postagens dos Hackers durante os ataques digitais destes 4 e 5 de janeiro?

Karoline Becker foi assessora do A3, enquanto o Portal estava nas mãos de sua prima Melissa Becker.
A polícia descobriu, que ela foi quem repassou para os criminosos as senhas de contas bancárias da equipe, para que esses criminosos pudessem roubar recursos em novembro.
Graças a este golpe, o A3 fechou, quase a equipe se dissolveu e não fosse a intervenção de Giovana Miccelann, talvez a uma hora dessas nem estivéssemos aqui fazendo esta postagem.
Inicialmente pensou-se que Melissa Becker pudesse ter induzido a prima Karoline, a repassar as senhas para que ela ficasse presa se fosse pega e Melissa acabasse livre.
Mas a polícia a descartou de suspeita.
Desde o começo, Mariana Monary disse que ela era inocente.
Mesmo afastada da equipe, Mariana sempre foi presente e acompanha o processo judicial que se arrasta, com os membros já identificados da organização criminosa que persegue
Guilherme Kalel e sua equipe.

Descobriu-se recentemente que Karoline foi chantageada por uma terceira pessoa, para que pudesse agir a mando do bando.
Não se sabia o que tinham contra ela.
Agora se sabe.

Ao que parece, Karoline Becker mantinha um segredo, o de realizar serviços como garota de programa.
Ninguém conhecia este lado de sua vida, nem um colaborador do site e se quer suas primas Melissa e Manuela, que são irmãs e ficaram surpresas com as revelações.
Karoline teve a vida invadida depois que Hackers hackearam seu celular por meio de sua conta Google.
De posse de conversas, imagens e vídeos dela em alguns de seus trabalhos, ameaçaram tornar tudo público.
Na tortura psicológica, acabaram conseguindo fazer com que ela passasse a eles senhas e outras informações sensíveis da equipe.
Informações que teve acesso, no tempo em que foi assessora Kester.

Karoline é uma das pessoas presas hoje, acusadas de integrar a organização criminosa.
Mas tinha medo de falar, por represálias.
Parece que por algum motivo isso acabou.
Neste sábado, 5, ela prestou depoimentos pela manhã e contou em detalhe a polícia como foi abordada pelos criminosos digitais.
Muito emocionada, não conteve as lágrimas e pediu desculpas por seus atos.
Não estamos aqui para julga-la, nem para tentar adivinhar o que levou ela a praticar os atos como garota de programa.
Mas posso afirmar com certeza de que ninguém conhecia ela neste lado de sua vida, e que seus serviços jamais foram usados ou ofertados a qualquer pessoa do site.
Guilherme Kalel, disse por meio de nota ao Blog, que se surpreendeu com as informações, e que só soube após os Hackers publicarem a notícia no site nesta sexta-feira.
Ele assim como demais colaboradores, ficaram chocados com a informação, e com as chantagens que foram executadas contra a moça.